Aliados querem Paulo Guedes fora e Bolsonaro diz que ele continue no comando do Ministério

Aliados querem Paulo Guedes fora e Bolsonaro diz que ele continue no comando do Ministério

A pressão para que o ministro Paulo Guedes deixe o comando da Economia cresceu nesta quinta-feira (21). A informação foi apurada pela CNN Brasil junto a interlocutores do principal colaborador do governo do presidente Jair Bolsonaro.

Pessoas próximas ao gestor avaliam que ele não deverá terminar o mandato se a PEC dos Precatórios for aprovada da forma como foi elaborada pela ala política, com o aval da cúpula do Congresso Nacional.

Guedes também tem sido aconselhado por liberais a declarar que não tem conseguido aprovar medidas por conta do "apetite" político em Brasília, entre outros motivos.


Após debandada de membros do Ministério da Economia, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou nesta quinta-feira (21) que o ministro Paulo Guedes continua no governo, no comando da pasta. “Paulo Guedes continua no governo e o governo segue com a agenda de reformas. Defendemos as reformas, que seguem no Congresso Nacional”, afirmou Bolsonaro, à CNN.

A pressão para que o ministro Paulo Guedes deixe o comando da Economia cresceu nesta quinta-feira (21). Pessoas próximas ao gestor avaliam que ele não deverá terminar o mandato se a PEC dos Precatórios for aprovada da forma como foi elaborada pela ala política, com o aval da cúpula do Congresso Nacional.

Guedes também tem sido aconselhado por liberais a declarar que não tem conseguido aprovar medidas por conta do "apetite" político em Brasília, entre outros motivos.